Mark, Criador do Facebook

Durante a gravação de um vídeo de demonstração do Facebook Live, ferramenta para ver vídeos ao vivo, Mark Zuckerberg deixou que as pessoas vissem algumas funcionalidades exclusivas de quem trabalha na empresa, que foi or acidente e totalmente ao acaso.

Na apresentação Mark usou uma versão beta do Facebook que ainda não está disponível para o público, nestas variações do design da ferramenta há uma espécie de funcionalidades que os internautas normais não têm,  com opções de postagem, que incluem GIFs, músicas e slideshow, não incluída na versão atual do Facebook.

As diferenças entre a versão usada por Vips e o aplicativo normal começam na marca do Facebook, que, na beta, é amarelo em vez de azul.

Ele também possui  mudanças de design voltadas a encorajar na postarem de mais conteúdo na rede. Na versão VIP a  barra tradicional de postagem, com o texto “No que você está pensando”, fica sempre visível, podendo ser acessada mais rapidamente.

Além disso, a barra ganhou um botão que abre uma lista de ações possíveis, que incluem os já conhecidos texto, fotos, vídeo, e sentimentos, além de novas opções que ainda não foram disponibilizadas, como slideshows, GIFs, música e vídeo ao vivo.

De acordo com Mark  Zuckerberg, o novo layout da barra foi feito para incentivar os usuários a postarem mais. “Nós redesenhamos o menu no topo do feed de notícias para inspirar as pessoas a fazerem com que o compartilhamento seja mais divertido e dinâmico”, explica.

Mark lembrou que todas as opções estão atualmente em fase de testes e não há  previsão de quando  serão liberadas para os usuários. Ele ainda informa que não é certo que todas essas acessibilidades cheguem à versão final do Facebook. Este tipo de ação é comum para a plataforma: outros recursos, como a venda de itens em grupos e o Reactions também começaram na forma de testes com alcance limitado.

DEIXE UMA RESPOSTA