Ano passado, a Activison lançou Spider-man: Shattered Dimensions, jogo que reunia 4 versões de terras paralelas do Homem-Aranha e interagiam entre si para salvar o mundo. Spider-man: Edge of Time é a tentativa da empresa de tornar os jogos da franquia ‘Spider-man’ anuais, tal qual ela já faz com ‘Call of Duty’.

Spider-Man

E seguindo o mesmo modelo dos jogos de guerra moderna, a diferença entre cada jogo das franquias anuais não são muito grandes, boa parte se deve ao enredo.

Em Edge of Time, no ano de 2099, Alan Soane, o maior inimigo do Homem-Aranha 2099, consegue viajar no tempo e volta ao passado(nosso presente) para resolver duas coisas: construir seu império tecnológico, a Alchemax, e matar o Homem-Aranha original. Isso acaba causando uma inteferência no espaço-tempo, fazendo com que os dois protagonistas se comuniquem e tentem resolver o problema juntos.

Essa é a mecânica básica do jogo, o jogador enfrenta inimigos/chefes e, ocasionalmente, tem que fazer alteração numa linha temporal para alterar a outra e prosseguir no jogo. Algumas vezes as ações do presente acabam atrapalhando o futuro, forçando o jogador a encontrar alternativas para avançar no jogo. Fazem aparições no game, os clássicos Venom e Gata Negra.

Spider-man: Edge of Time está sendo distribuido no Brasil pela Neoplay e para todas as palataformas:

  •  PlayStation 3 (R$199,90)
  • Xbox 360 (R$199,90)
  • Wii (R$189,90)
  • Nintendo DS (R$ 119,90)
  • Nintendo 3DS (R$149,90)

DEIXE UMA RESPOSTA