A ABRADi, Associação Brasileira das Agências Digitais, realizou um estudo por meio de questionário online respondido por mais de 150 agências(incluindo empresas não filiada). As informações foram cruzadas com dados do Conselho Executivo das Normas-Padrão (Cenp), do IBGE e do Índice Alpha.

A pesquisa aponta um crescimento o número de agências digitais de 2.275 para 2.518, aumento de mais de 10% em relação a 2009. O censo mostra também que o valor faturado pelas agências foi de R$ 974 milhões (sem considerar os investimentos em mídia), um crescimento de 28,9% em relação a 2009.

A criação de websites continua sendo a principal atividade das mais de 2.518 agências digitais existentes no País. E ainda houve um aumento nos projetos focados em redes sociais e mobile marketing.

Houve também um aumento no número de empregos gerados. Atualmente, o setor emprega 23 mil pessoas, um aumento de 10,7% em relação ao ano inteiro.

Nesse ano a ABRADi introduziu mais um dado, que permitiu que se estime o parque de computadores instalado. A pesquisa indicou que existem perto de 60 mil computadores dedicados à produção nas agências no Brasil.

Os dados revelados pela pesquisa desse ano mostram o crescimento do setor de comunicação digital e o aumento da representatividade das pequenas e médias agências digitais nesse segmento bastante pulverizado. Somados os dados de faturamento das agências em serviços, compra de mídia e o Search Engine Marketing temos um setor que movimentou cerca de R$ 3 bilhões da economia brasileira. – Cesar Paz, presidente da ABRADi.

DEIXE UMA RESPOSTA