Home Internet Redes Sociais

Mybubble: rede social exclusiva para médicos

As redes sociais estão com tudo. Eram novidade em 2004, hoje estão presentes em anúncios de TV e conversas de bar. Nomes como Facebook e Twitter movimentam milhões de dólares e até o Google, gigante da internet, está lançando a sua. Existem redes para todos os gostos. Nem todas são como o Facebook, querendo dominar o mundo atrair todo tipo de público alvo: existe um outro tipo de rede social, restrita e exclusiva, para um círculo mais fechado. Já foram criadas redes sociais só para ricos e até exclusivamente para gente bonita, por exemplo.

A rede social da medicina

Combinando o conceito de rede social restrita com o de rede social profissional (como por exemplo o LinkedIn), surge o mybubble, rede social voltada para profissionais da área médica. Criado em Portugal pelas empresas JRS Pharmarketing e IMS Health, aposta neste nicho de interesse focado em conteúdo especializado. O acesso, a princípio, é restrito a convidados.

Considerações

Como não sou médico e nem fui convidado, fica difícil dar uma opinião em primeira mão. Mas existem algumas coisas um tanto confusas:

  • O conteúdo é em inglês, mas a URL é personalizada com a terminação “.pt” (de Portugal).
  • Segundo artigos portugueses, a rede se dividiria em “atividade profissional (bubblework), rede social (bubblebuddies) e lazer (bubblegum)” — ou seja, perdendo o foco profissional e dispersando, além de investir em áreas onde outros sites já cumprem melhor.
  • Escassez de informações, mesmo no site da empresa responsável pelo projeto há 3 telas com informações mínimas e nem um simples screenshot.

Embora a idéia seja interessante, passa a impressão de projeto incompleto ou mal-acabado. O nome não remete diretamente à atividade médica. Sem ter acesso à ferramenta para poder avaliar, fica difícil entender a diferença entre o site e, digamos, uma comunidade no orkut ou um grupo no facebook voltado à discussão da medicina.

Entretanto, é um empreendimento marcante no que diz respeito a cada vez mais setores da sociedade considerando a internet e as redes sociais como um fator decisivo nos negócios e nas relações humanas. Acredito que no futuro veremos mais empreitadas do gênero, quem sabe até mesmo no Brasil.

Fontes: TeK Sapo e ZPX.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here